terça-feira, 6 de maio de 2008

Tradescantia



São de diferentes espécies mas com toda a sua força...
Já são novos rebentos que estiveram a ganhar raizes e que agora começam a encher os vasos com suas belas tonalidades.
A ideia será fazer vasos com algumas de cores diferentes.
Gostam muito de sol e de água, crescem imenso, se não tivermos cuidado ela apodera-se de tudo o que a rodeia...
Mas como aqui a intenção é outra, ela vai ter de se contentar com o espaço que eu lhe der...
Costumam dar florinhas brancas, mas como estas ainda são novinhas, talvez lá mais para diante elas ainda me deixem seus belos presentes...

10 comentários:

Nelio disse...

He he chamamos de "erva menina" viste a que a Anete me deu,é o máximo também....

Florescer disse...

Essa da erva menina... ok nunca tinha ouvido... aqui é chamada erva da fortuna... sabes é mais para ver se a malta ganha algum, eheheheh...
E sim a que a Anete te deu é muito linda... espero que se propague e deixe teu cantinho mais divino...

Florescer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Espaço do João disse...

Uma coisa é certa.
Não a deixes em terreno livre, apodera-se de tal maneira que torna-se uma praga. É como o jacinto das barragens. Eu já as tive no meu castelo mas foi por pouco tempo, tinha que dar lugar a outras.

Espaço do João disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Florescer disse...

Olá João, também já estive no seu jardim...
Ainda bem que já está bem.
Quanto a estas marotas... bem, elas vão ter de se haver comigo... só vão estar onde eu quero, eheheheh...
Mas obrigada pelo conselho,beijinhos.

Dama do Lago disse...

Também gosto muito deste género de plantas. Tenho um vaso com T. pallida e outro com T. fluminensis. Esta última é tão vigorosa que até vive na água e invade tudo o que pode. Já tive delas a viver num aquário. Não conheço a primeira Tradescantia que tens no post mas a segunda é a T. fluminensis, não é?

Florescer disse...

Querida Dama, é possivel que seja, mas como não tinha a certeza acabei por não colocar o nome delas para não baralhar...
Bigada, bjkas ;)

Jardineira aprendiz disse...

Amiga, cuidado com esta. Eu dava tudo para me ver livre dela e não consigo. Na realidade ela está classificada como invasora por decreto lei e a sua comercialização é proibida, assim como o seu cultivo. Eu cultivo-as sem querer e não aconselho ninguém a cultivá-las voluntáriamente, porque as invasoras tornam-se incontroláveis com extrema facilidade.

Jardineira aprendiz disse...

E respondendo à pergunta da Dama do Lago, parece-me que ambas são Tradescantia fluminensis, sendo a primeira a forma matizada, menos vigorosa, mas que facilmente reverte para a espécie (também já a tive e acabou por reverter completamente). Não tenho a certeza porque existem várias espécies de Tradescantia matizadas. Tanto quanto sei apenas a T. fluminensis tem comportamento invasor, embora várias outras espécies também sejam vigorosas e possam facilmente cobrir outras plantas.